-

shakespeare and company


Ao contrário de muitas garotas da minha faixa etária, eu confesso que nunca sofri dessa fascinação França/Paris. Culpo a falta de interesse na Cidade Luz em meu nome francês. Há uma grande possibilidade que meu pouco conhecimento de moda também esteja envolvido nessa apatia turística.

Mas aí eu descobri um lugar.

Sabe quando você está navegando livremente pelo vasto campo da internet e repentinamente, um lugar em que nunca esteve, um cantinho que seus pés nunca pisaram, simplesmente vai lá e arrebata seu coração e o leva para sempre como refém?

Foi assim que eu conheci a Shakespeare and Company.

Como me encontro no meio de um ano sabático (a.k.a. não tenho dinheiro sobrando para fazer uma loucura e comprar passagens de avião para a França, com o único propósito de conhecer uma livraria), tive que me contentar com um pequeno tour virtual pela Rue de la Bûcherie, patrocinado pelo nosso querido Google Streetview.

A Shakespeare and Co. (sou íntima) fica no número 37. Escondidinha. Dá pra passar despercebido se você não estiver prestando muita atenção (o que não é complicado, já que ela fica na frente da Catedral Notre Dame).

A livraria é especializada em livros da língua inglesa e já foi figurante nos filmes Antes do Pôr-do-Sol e Meia-Noite em Paris. Eu poderia me perder em linhas e mais linhas contando toda a história do local, como ele se tornou o epicentro da cultura beatnik na França e até mesmo, um símbolo da resistência durante a Segunda Guerra Mundial, porém, creio que por ventura acabaria deixando algum fato de fora e isso seria imperdoável.

Deixo um vídeo da Sylvia Whitman, administradora atual da Shakespeare and Co., falando sobre todo o encanto da livraria. Se após o vídeo, você se encontrar num estado de paixonite aguda, como essa que vos escreve, creio que poderemos suplantar nossos devaneios parisienses com a leitura de SHAKESPEARE AND COMPANY - UMA LIVRARIA NA PARIS DO ENTRE-GUERRAS. Obra autobiográfica da livreira Sylvia Bleach (que foi quem fundou tal pedaço de paraíso) e graças aos céus, disponível em nosso lindo idioma pela editora Casa da Palavra.


Créditos: Columbia Global Reports
Mia Fernandes
Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger