-

como não se importar com a opinião alheia


Vamos começar esse post com uma pequena reflexão: quantas coisas você já deixou de fazer hoje? Quantas vezes a sua decisão foi motivada pelo o que outros poderiam pensar de você?
Se você é um ser humano, há grandes chances de você nem ao menos conseguir responder essas perguntas com um número exato. É muito triste admitir, mas a realidade é que muitas das decisões que tomamos em nossa vida são pautadas na opinião alheia.

Quantas vezes já deixamos de usar uma roupa por acreditar que nos achariam vulgar? Quantas vezes você concordou com um tópico #polêmico só para não contrariar alguém? Quem nunca pensou no julgamento de outros antes de fazer uma escolha importante?

"Os outros": esses seres quase místicos que vivem suas respectivas vidas somente esperando o seu próximo deslize. Eles possuem olhos em todos os lugares. Suas bocas fofoqueiras se multiplicam toda vez que você dá uma pisada na bola.
Falando assim, até parece meio bobo se importar tanto com a opinião alheia, não é?


Reflita comigo: nesse mundo repleto de informações, notícias e fácil acesso a qualquer tipo de conteúdo, quem é que vai tirar o dia para ficar pensando exclusivamente no que você faz da sua vida? Pois essa é a mais pura verdade: as pessoas não se importam tanto assim com o que fazemos ou como nos comportamos.
Então, será que já não está na hora de parar de viver pelos outros e tentar ser um pouco mais verdadeira consigo?

É óbvio que existem algumas pessoas que parecem se importar com cada uma das suas ações. Todos nós temos aquele parente intrometido ou a vizinha fofoqueira que adora dar um pitaco no último episódio da novela da sua vida.


Nesse caso, tente se lembrar que é impossível agradar a todos. Não importa o quão correta você seja, sempre haverá alguém para apontar o dedo e criticar suas ações.
Se realmente pararmos para analisar a situação, será que esse tipo de comportamento não revela muito mais sobre quem eles são do que sobre você?

Se você quer levar a opinião de alguém em conta, priorize seus amigos e familiares que realmente se importem com você. Eles podem não serem os donos da verdade absoluta, mas servem como uma ótima bússola para saber se você está tomando boas decisões nessa vida ou não.


Para não cair na cilada da opinião alheia, é imprescindível um bom grau de autoconhecimento. Saiba quais são os seus valores, gostos, objetivos, opiniões e o que é realmente importante para você. Não tenha medo de defender as causas nas quais acredita. Sinta-se confortável em tudo o que faz: desde a música que escuta até mesmo a roupa que veste.
Todas essas coisas são o que você realmente é. Não deixe que nenhuma outra pessoa as tire de você.

Eu adoraria que você lesse esse texto e saísse por aí sem nenhuma preocupação com o que os outros pensam, mas sei que colocar essas palavras em prática são um trabalho árduo. Serão muitas as vezes em que sua mente automaticamente se perguntará o que alguém vai achar disso ou daquilo.
Saiba que tudo isso é extremamente normal. Reeducar nosso jeito de pensar pode ser um processo bem mais penoso do que gostamos de admitir. Então, da próxima vez em que você entrar nessa encruzilhada, se pergunte: qual é a pior coisa que pode acontecer?


Qual é a pior coisa que pode acontecer se fulana achar seu vestido vulgar? Qual é a pior coisa que pode acontecer se ciclana não concordar com sua opinião na última #polêmica? Qual é a pior coisa que pode acontecer se beltrano não gostar da escolha que você fez?
Em 90% dos casos, a resposta para essa pergunta é bem simples: Nada. Nada acontecerá em sua vida. Nada mudará. Sua vida não será melhor ou pior por conta da opinião de outras pessoas.

Mas sabe como sua vida seria 100% mais proveitosa? Se você fizesse tudo o que gosta sem nenhum medo de ser julgada. Isso sim é um prazer incrível e ninguém pode tirar isso de você.

Imagem: Shutterstock
Mia Fernandes
Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger