-

o que você precisa saber antes de comprar/adotar um cachorro

Olá, meninas!

Como toda boa criança que se preze, passei boa parte da minha infância insistindo que minha família adicionasse um "membro canino" em nossa árvore genealógica.

É óbvio que naquela época eu não tinha sabedoria suficiente para compreender o motivo do constante não aos meus pedidos. Quem é que não quer ter um cachorrinho? Eles são fofos, carinhosos e estão sempre fazendo festinha!

O que eu não entendia é que cachorros também são um grande sinônimo de responsabilidade (vamos concordar que a pequena Monique não era nenhum exemplo do que é ser responsável).

Cachorros precisam de carinho. Eles precisam de atenção e cuidados. Será que você está pronta para este compromisso?

Vamos começar com algumas perguntas básicas:

O meu cachorrinho Ringo é o modelete desse post

Questões que você precisa responder antes de comprar/adotar um cachorro:
- Eu tenho tempo para o meu cachorro?
Se você é do tipo que está sempre no trabalho, viajando e raramente está em casa, talvez seja melhor pensar bem antes de ir atrás de um companheiro de quatro patas. Se tempo é um problema para você, talvez seja melhor procurar uma raça que não seja tão dependente/carente e que consiga se virar por conta própria.
Entretanto, é essencial que você tenha algum tempo para brincar e levar seu cachorro em passeios. Não se esqueça que a situação é tão nova para você quanto para ele. Ambos precisam se adaptar com essa nova realidade e isso exige tempo!

- Meus vizinhos aceitam cachorros?
Para quem mora em apartamento, o primeiro passo é se informar sobre a política do prédio quanto à animais de estimação. Seus vizinhos toleram cachorros? Seu cachorro pode frequentar a área comum do prédio? Os outros moradores são do tipo que se incomodam com o mínimo barulho? - e não se esqueça que cachorros latem. É sempre bom ter as respostas para essas perguntas antes de ir atrás de um cachorrinho (acho que ninguém quer confusão com vizinho, né).

- Um cachorro entra no seu orçamento?
A lista de compras de um cachorrinho sempre deve ser levada em consideração. Você pode disponibilizar uma parcela do seu salário/mesada para os gastos? Não se esqueça que existem vacinas, banhos, visitas ao veterinário, ração (spoiler: ela não é barata), petiscos, brinquedinhos e muitas outras coisinhas que seu cachorro precisará. 

No livro "Como Criar o Cão Perfeito Desde Filhotinho", o encantador de cães, Cesar Milan, faz uma lista do que você vai precisar para receber um cãozinho em sua casa:
- Ração saudável para filhotes ou cães aprovada por seu veterinário
- Vasilhas para comida e para água
- Coleira e guia
- Etiquetas de identificação
- Suprimentos de higiene
- Tapetes higiênicos
- Ossos mastigáveis feitos de materiais naturais 
- Guloseimais aprovadas por seu veterinário para oferecer de recompensa
- Sacos plásticos ou pá para cocô
- Cama ou colchão para dormir
- Uma variedade de brinquedos


Se suas respostas para essas perguntas foram positivas, acho que você já está preparada e ciente das responsabilidades básicas de se ter um cachorrinho. O próximo passo é começar a busca pela sua alma gêmea canina.

Você tem duas opções: adotar ou comprar. Não entrarei nos méritos da adoção e nem nas desvantagens da compra, mas eis algumas coisas que talvez seja necessário saber:

Compra: Vá conhecer onde os cães são criados. Analise bem o ambiente (eles estão sendo bem alimentados? Existe um espaço de alimentação bem separado do espaço de necessidades? Eles estão cruzando cachorros da própria família para obter lucro?). Não tenha vergonha de fazer perguntas para o criador: você está dentro do seu direito.

Adoção: O seu cachorro foi um resgate de maus tratos? Ele foi encontrado na rua? Ele tem algum hábito, alergia ou medo específico? Tente conhecer ao máximo a história de seu cãozinho: isso é importante e te ajudará na hora de criá-lo com muito amor e carinho!

Por fim, não se esqueça:
- O adestramento pode levar meses
É frustante ver o seu tapete favorito sujo de urina, mas não se esqueça que ficar brava e sair gritando com seu cachorrinho não é a solução. Insista no treinamento adequado e o recompense pelos acertos. 

- Leve seu cãozinho para passear
Ele precisa conhecer novos ares, pessoas e socializar com outros cãezinhos. Talvez ele não curta muito a ideia de sair de casa (o Ringo é um ótimo exemplo disso), mas insista aos poucos.

- Higiene é importante
Ou seja: não se esqueça de levar seu companheiro para tomar banho, cortar as unhas, escovar os dentes, aparar os pelos e etc...

- Tome cuidado com plantas e alimentos tóxicos
Isso é bem importante: algumas plantas e alimentos são altamente perigosos para os cães. Aqui você pode ver uma lista das plantas tóxicas e também uma lista de alimentos que precisam ser evitados.

- Dê muito muito muito amor ao seu bichinho
Acho que essa dica nem precisava ser dita, né? Você será responsável por uma vida e isso pode ser tão mágico quanto assustador. Não se esqueça que muitas vezes, o seu cachorro só precisa da sua atenção e carinho para ficar satisfeito. Se prepare para amá-lo muito!

Quem aí tem um cachorrinho? Compartilhe suas dicas com quem está pensando em ter um pet para chamar de seu! Vejo vocês nos comentários =)
Mia Fernandes
Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger