-

como escolher a sua profissão


Aos 17 anos, tinha certeza absoluta que me tornaria uma jornalista. Ainda me lembro até hoje do dia em que prestei o vestibular da Cásper Líbero. No dia anterior, havia feito um extenso teste vocacional que encontrei na internet e o resultado dizia que eu teria uma carreira de sucesso em Antropologia.

Foi mais ou menos aí que meu cérebro entrou em pane. Como é que eu escolheria a carreira da minha vida naquele momento? Eu sempre quis ser jornalista. Sempre quis ser cineasta. Sempre quis ser veterinária. Sempre quis ser tanta coisa e já não tinha certeza de nada.

Se você se encontra em uma situação parecida, meu primeiro conselho é que tenha calma. Esta decisão é importante e não deve ser feita com pressa ou por obrigação. Numa virada inesperada do destino, acabei parando no curso mais improvável para alguém que sempre estava de recuperação em Educação Artística: Design Gráfico.

Creio que nenhum conhecimento é inválido, porém, acho que poderia ter investido meu dinheiro em algo que realmente me trouxesse bons resultados no futuro. Para que vocês não cometam o mesmo equívoco, deixo aqui minhas dicas para escolher a profissão certa:

Entre em contato com profissionais da área
Tente conhecer alguém que já trabalhe na área que você pretende escolher. Estude o mercado e suas tendências. Qual é o piso salarial para quem está começando? Quais são suas chances de se desenvolver nesta profissão? Este profissional está satisfeito com sua carreira? O que ele faria diferente se pudesse?
Não existe fator decisivo melhor do que este papo. Muitas vezes, o mundo que vemos na faculdade, passa bem longe do real. Saber o que te espera num futuro próximo é essencial.

Você tem as habilidades necessárias?
Já ouviu falar de médico que não consegue ver sangue? Artista que não sabe desenhar? Redator que tem preguiça de escrever? Pois é, desenvolver as habilidades essenciais de seu curso, é preciso.
Caso você não se considere bom o suficiente em algo, seria interessante fazer um curso antes de ingressar na faculdade. Além de aprimorar suas técnicas, esta também é uma ótima forma de ver se esta é sua vocação.

Tenha amor por sua profissão
Aqui fica uma dica controversa: faça o que você ama. Sei que o plano de alguns é juntar muitos dinheirinhos e viver feliz para sempre, mas muitas vezes isto envolve dedicar-se a algo que não gosta de fazer.
Pense o seguinte: você já passou a maior parte de sua vida na escola, agora terá que passar praticamente metade de seus dias no trabalho. Será que este esforço não seria melhor se estivesse fazendo algo que lhe dá prazer? Ter uma profissão que ama, também pode ser qualidade de vida!

Não tenha medo de dar um passo para trás
Acha que está no curso errado? Tranque e preste o vestibular novamente. O conselho aqui também é válido para quem pensa em mudar de emprego, mas não acredita que receberá uma remuneração tão boa quanto a atual.
Foram muitas as vezes que topei ganhar menos, até me encontrar num cargo em que estivesse plenamente satisfeita. O seu momento irá chegar. Às vezes precisamos dar um passo para trás, para poder dar dois passos para frente.

Com estas dicas em mente, agora deixo uma pergunta: Já escolheu o que você quer ser “quando crescer”? Se já escolheu sua profissão, está satisfeito com a decisão? Me contem tudo nos comentários.
Mia Fernandes
Comentários do Facebook
0 Comentários do Blogger