-

2014: resoluções de ano novo

Particularmente, sou uma grande fã desta sensação de página em branco que o novo ano nos proporciona. Tenho a sensação de que o universo está dando o aval para que eu me reinvente completamente. Todos os pequenos deslizes que cometi no decorrer de 2013 são perdoados e eu posso reerguer minha cabeça e encarar o sol sem medo de me queimar.

Pieguices à parte, é muito bom estar de volta por aqui. Dezembro foi um mês atribulado e foram poucos os momentos em que pude me concentrar em algo que não fosse trabalho. Entretanto, todo esforço é recompensado com o delicioso recesso. Época de rever os amigos, descansar, colocar leituras e jogos em dia, viajar e curtir bastante este clima de confraternização e de ~eu te amo, cara!~ que as festas nos trazem.

Amanhã é dia de voltar ao batente, portanto, resolvi tirar o dia de hoje para refletir um pouquinho e pensar nas metas que pretendo cumprir este ano. Confesso que não sou muito apegada com as resoluções que faço no começo do ano, mas em 2014, tentei compilar uma lista legal e que só contribuirá com o meu crescimento como ser humano.

01. Não colocar minha expectativa de felicidade na mão de outra pessoa
Eu acho que esta será a grande lição que precisarei aprender este ano. Na teoria, esta resolução é obrigatória para qualquer ser humano com o mínimo de amor próprio. Mas acho que todo mundo sabe que a prática é outra coisa, não é? Em 2014 quero aprender a ser alguém completa, cujos objetivos não estejam vinculados à vontade de outra pessoa.

02. Começar a minha tão prometida reeducação alimentar
Sim, eu engordei o incrível total de 22kg em 2 anos. Passar do confortável manequim 40 para o 44 (que já está bem apertado) foi um choque horrível e confesso que até então não havia encontrado a verdadeira motivação para perder os quilinhos em excesso. Hoje comecei uma dieta de emergência e já coloquei na cabeça uma meta: estar saudável o suficiente para correr uma maratona até o final do ano. Será que eu consigo?

03. Me dedicar aos projetos pessoais
O trabalho remunerado é importante, todavia, tenho tantas ideias (que provavelmente não vão me gerar nenhum centavo) que precisam criar vida e sair do papel. Meu perfil (e formação) é completamente criativo e eu não deixarei que o corporativismo de cada dia, destrua minha melhor característica. Em 2014 quero escrever mais, aprender a desenhar, me dedicar a um instrumento...Enfim, o céu é o limite.

04. Ser financeiramente responsável
Todo final de mês é a mesma ladainha: abro minha conta e fico em choque com a rapidez que meu salário quicou e já sumiu. Não quero mais gastar toda minha grana com supérfluos e pretendo fazer um pé de meia para poder comprar coisas maiores.

05. Retribuir o bem
Acho que de todos os meus objetivos, não existe nenhum que eu valorize tanto quanto este. Percebi que ao longo dos anos, me tornei um pouco egoísta e não gasto nem uma pequena parcela do meu tempo, para retribuir as coisas boas que estão na minha vida. Neste ano, pretendo ser mais grata e aprender a doar um pouco do meu tempo/dinheiro/atenção para quem precisa. 

E vocês, meninas? Quais são suas metas para 2014? Contem nos comentários!
Mia Fernandes
Comentários do Facebook
2 Comentários do Blogger